Exame de
Phmetria Esofágica, Manometria de Alta Resolução e Manometria Anorretal

Para saber mais clique:

Agendar consulta

Exame de  Phmetria Esofágica, Manometria de Alta Resolução e Manometria Anorretal

Para saber mais clique:

Agendar consulta


A Wescope utiliza as melhores tecnologias para a realização dos seus exames.

A Wescope utiliza as melhores tecnologias para a realização dos seus exames.

O que é a Phmetria Esofágica?

A pHmetria de alta resolução é um exame médico utilizado para medir e monitorar os níveis de acidez (pH) no esôfago de um indivíduo ao longo de um período de tempo. É um procedimento útil para avaliar a presença de refluxo gastroesofágico, que ocorre quando o líquido do estômago retorna ao esôfago, causando sintomas como azia, regurgitação e dor no peito.

 

Quando fazer phmetria?

A phmetria é indicada para pessoas que apresentam sintomas sugestivos de refluxo gastroesofágico, como azia, regurgitação, tosse crônica ou dor no peito, mas que não foram adequadamente diagnosticadas por outros métodos. A pHmetria de alta resolução é particularmente útil para identificar e quantificar episódios de refluxo ácido, fornecendo informações detalhadas sobre a frequência e a duração desses eventos.

Quando fazer phmetria?

A phmetria é indicada para pessoas que apresentam sintomas sugestivos de refluxo gastroesofágico, como azia, regurgitação, tosse crônica ou dor no peito, mas que não foram adequadamente diagnosticadas por outros métodos. A pHmetria de alta resolução é particularmente útil para identificar e quantificar episódios de refluxo ácido, fornecendo informações detalhadas sobre a frequência e a duração desses eventos.

Como é realizado o exame de phmetria?

O exame de pHmetria de alta resolução é realizado inserindo-se um pequeno tubo, flexível e fino, chamado cateter de pH, através do nariz do paciente. O cateter possui sensores especiais que medem o pH e registram a ocorrência de refluxo. O paciente é instruído a manter um diário dos sintomas durante o exame. O médico posteriormente irá ler os registros do aparelho e irá correlacionar com os possíveis eventos sintomáticos.

Qual a diferença de phmetria convencional e a impedânciophmetria?

A diferença entre a pHmetria convencional e a impedanciopHmetria está no tipo de informação que cada uma fornece sobre o refluxo gastroesofágico.

A pHmetria convencional mede apenas os níveis de acidez (pH) no esôfago, permitindo a identificação de episódios de refluxo ácido. Esse método é útil para diagnosticar e quantificar o refluxo ácido, que é a forma mais comum de refluxo gastroesofágico. No entanto, a pHmetria convencional não é capaz de detectar o refluxo não ácido, que ocorre quando substâncias como bile ou alimentos retornam do estômago para o esôfago, mesmo sem acidez significativa.

Por outro lado, a impedanciopHmetria é uma técnica mais avançada que combina a medição do pH com a medição da impedância esofágica. A impedância esofágica mede a condutividade elétrica entre diferentes pontos do esôfago, permitindo a detecção tanto do refluxo ácido quanto do refluxo não ácido. Ao detectar mudanças na impedância, a impedanciopHmetria pode identificar quando ocorre o retorno de líquidos, mesmo que não sejam ácidos.

A impedanciopHmetria fornece uma análise mais completa do refluxo gastroesofágico, pois permite distinguir o refluxo ácido do refluxo não ácido, bem como a determinação da extensão do refluxo, o tipo de conteúdo refluído (ácido ou não ácido) e a proximidade dos episódios de refluxo com os sintomas relatados pelo paciente. Essa informação adicional é particularmente útil para pacientes com sintomas atípicos ou que não respondem adequadamente ao tratamento para refluxo ácido.

Em resumo, enquanto a pHmetria convencional se concentra na medição dos níveis de acidez no esôfago, a impedanciopHmetria combina a medição do pH com a medição da impedância para fornecer uma análise mais abrangente do refluxo gastroesofágico, identificando tanto o refluxo ácido quanto o refluxo não ácido. A escolha entre os dois métodos dependerá das necessidades individuais do paciente e da orientação médica.

Qual a diferença entre phmetria e manometria?

É importante distinguir a pHmetria da manometria esofágica, pois são exames diferentes com finalidades distintas. 

A manometria esofágica é utilizada para avaliar a função motora do esôfago, medindo a pressão e o movimento muscular ao longo desse órgão. 

Já a pHmetria de alta resolução é focada na avaliação do refluxo ácido no esôfago, monitorando os níveis de acidez durante um período de tempo específico. 

Embora esses exames possam ser complementares em certos casos, eles têm objetivos e abordagens distintas no diagnóstico das condições do esôfago.

Principais dúvidas dos nossos pacientes

EXISTE CONTRAINDICAÇÃO PARA REALIZAR A PHMETRIA?
Existem algumas contraindicações para a realização da pHmetria. Pacientes com estenose esofágica significativa, distúrbios hemorrágicos, obstrução nasal severa ou intolerância ao cateter nasal podem não ser candidatos adequados para esse exame. Além disso, é importante informar ao médico sobre quaisquer condições de saúde pré-existentes, como alergias a medicamentos ou problemas respiratórios, para garantir a segurança do procedimento.
QUAL A DURAÇÃO DO EXAME DE PHMETRIA?
A duração do exame de pHmetria pode variar, mas geralmente é realizado ao longo de 24 horas. Durante esse período, o paciente é instruído a realizar suas atividades diárias normais, incluindo alimentação e sono, enquanto o aparelho registra continuamente os níveis de pH no esôfago.
O QUE PODE COMER DURANTE A PHMETRIA?
Durante a pHmetria, é recomendado que o paciente siga uma dieta normal, incluindo alimentos que normalmente causam sintomas relacionados ao refluxo, se for o caso. Isso é importante para permitir a detecção adequada de episódios de refluxo ácido durante o exame.
COMO DORMIR COM O APARELHO DE PHMETRIA?
Dormir com o aparelho da pHmetria pode ser desconfortável para alguns pacientes. No entanto, é importante tentar manter uma posição de sono normal para garantir que os resultados do exame sejam representativos do refluxo que ocorre durante o sono. O médico pode fornecer orientações específicas sobre a posição mais adequada para dormir durante o exame, levando em consideração as necessidades individuais do paciente.

Manometria de Alta Resolução 

O que é a Manometria de Alta Resolução?

A manometria esofágica é um exame médico que avalia a função motora do esôfago, medindo a pressão e o movimento muscular ao longo desse órgão. É um procedimento útil para diagnosticar distúrbios de motilidade esofágica, como a doença do refluxo gastroesofágico, a acalasia esofágica, a esclerodermia e outras condições que afetam a capacidade do esôfago de transportar alimentos e líquidos adequadamente.

Como é realizado o exame de Manometria?

Durante o exame de manometria esofágica, um cateter é inserido pelo nariz do paciente e avançado até o esôfago. Esse cateter contém sensores especiais que registram as pressões esofágicas em diferentes pontos ao longo do esôfago. O paciente é então solicitado a engolir pequenas quantidades de água ou substâncias gelatinosas enquanto as pressões esofágicas são registradas.

Para quem está indicado o exame de Manometria de Alta Resolução?

A manometria esofágica é indicada para pacientes que apresentam sintomas como dificuldade de deglutição, dor no peito, regurgitação, azia crônica ou suspeita de distúrbios de motilidade esofágica. O exame permite uma avaliação precisa da função do esôfago, auxiliando no diagnóstico diferencial e no planejamento do tratamento adequado.

Para quem está indicado o exame de Manometria de Alta Resolução?

A manometria esofágica é indicada para pacientes que apresentam sintomas como dificuldade de deglutição, dor no peito, regurgitação, azia crônica ou suspeita de distúrbios de motilidade esofágica. O exame permite uma avaliação precisa da função do esôfago, auxiliando no diagnóstico diferencial e no planejamento do tratamento adequado.

Quais as contraindicações para o exame de Manometria?

Existem algumas contraindicações para a realização da manometria esofágica. Pacientes com obstrução nasal significativa, distúrbios de coagulação sanguínea, problemas respiratórios graves ou intolerância ao cateter nasal podem não ser candidatos adequados para o exame. 

Quanto tempo demora este exame?

O tempo necessário para realizar o exame de manometria esofágica pode variar, mas geralmente leva de 30 a 60 minutos. A duração depende da complexidade do caso e da colaboração do paciente durante o processo de deglutição.

Qual a diferença entre a manometria convencional e a manometria de alta resolução?

A manometria de alta resolução é uma técnica mais avançada e precisa em comparação com a manometria esofágica convencional. A diferença fundamental entre elas está na forma como os dados são coletados e interpretados.

Na manometria esofágica convencional, um cateter com sensores é inserido no esôfago para medir as pressões em diferentes pontos ao longo do órgão. No entanto, a resolução espacial desses sensores é limitada, o que significa que a localização precisa das alterações de pressão pode ser imprecisa. Além disso, o número de sensores é geralmente menor, o que pode dificultar a visualização e a interpretação das alterações na motilidade esofágica.

Já a manometria de alta resolução utiliza um cateter com uma matriz de sensores mais densa e distribuída em intervalos menores ao longo do esôfago. Isso permite uma resolução espacial muito maior, fornecendo uma representação mais detalhada e precisa das alterações de pressão ao longo do órgão. Os sensores adicionais capturam dados de pressão em tempo real em diferentes segmentos do esôfago, permitindo uma análise mais refinada da função motora.

Além disso, a manometria de alta resolução também oferece recursos de visualização mais avançados, como gráficos em 3D ou representações coloridas, que facilitam a interpretação dos dados e auxiliam na identificação de padrões específicos de motilidade esofágica.

Essa abordagem de alta resolução permite uma análise mais detalhada dos movimentos peristálticos, do tônus muscular e da função do esfíncter esofágico inferior (EEI), que é responsável pelo controle do fluxo de alimentos e líquidos para o estômago.

Em resumo, a manometria de alta resolução é uma técnica mais avançada que proporciona uma visualização mais precisa e detalhada da motilidade esofágica em comparação com a manometria convencional. Essa melhoria na resolução espacial e nas ferramentas de visualização ajuda os profissionais de saúde a identificar e diagnosticar distúrbios de motilidade esofágica com maior precisão, o que contribui para um tratamento mais direcionado e efetivo.

Manometria anorretal

O que é a manometria anorretal?

A manometria anorretal é um exame médico realizado para avaliar a função dos músculos do reto e do ânus. É um procedimento útil no diagnóstico de distúrbios da evacuação, incontinência fecal e constipação crônica, fornecendo informações precisas sobre a coordenação muscular e a pressão no canal anal.

Qual a diferença da manometria anorretal convencional da manometria anorretal de alta resolução?

A manometria anorretal de alta resolução é uma técnica mais avançada que utiliza um cateter com sensores mais densos e distribuídos em intervalos menores ao longo do canal anal. Essa abordagem proporciona uma resolução espacial e temporal mais precisa, permitindo uma avaliação mais detalhada e refinada dos músculos anorretais.

Principais dúvidas dos nossos pacientes

COMO É REALIZADA A MANOMETRIA ANORRETAL?
Durante o exame de manometria anorretal, um cateter fino e flexível é inserido no ânus do paciente. Esse cateter contém sensores que registram as pressões exercidas pelos músculos do reto e do esfíncter anal durante diferentes fases do exame. O paciente é solicitado a realizar certos movimentos, como apertar, relaxar ou simular a evacuação, enquanto as pressões são registradas.
QUANDO FAZER A MANOMETRIA ANORRETAL?
A manometria anorretal é indicada para pacientes que apresentam sintomas como dificuldade de evacuação, incontinência fecal, sensação de evacuação incompleta, dor anal ou suspeita de distúrbios dos músculos anorretais. O exame fornece informações detalhadas sobre a força, a coordenação e a sensibilidade dos músculos envolvidos no processo de evacuação.
EXISTE CONTRAINDICAÇÃO PARA REALIZAR A MANOMETRIA ANORRETAL?
Em relação às contra indicações, o exame de manometria anorretal é geralmente seguro e bem tolerado. No entanto, pode haver algumas restrições específicas para pacientes com infecções locais ativas, fissuras anais agudas ou outras condições anorretais que possam aumentar o risco de complicações. É importante informar ao médico sobre quaisquer condições de saúde pré-existentes, alergias a medicamentos ou outros fatores relevantes para garantir a segurança do procedimento.
QUANTO TEMPO DEMORA O EXAME DE MANOMETRIA ANORRETAL?
A duração do exame de manometria anorretal varia, mas geralmente leva de 15 a 30 minutos. O tempo necessário depende da complexidade do caso, da colaboração do paciente e da quantidade de informações necessárias para uma avaliação completa.
O EXAME DE MANOMETRIA ANORRETAL É DOLOROSO?
Quanto à dor, o exame de manometria anorretal geralmente é bem tolerado e causa apenas um desconforto mínimo para o paciente. O cateter é inserido com cuidado e os movimentos solicitados durante o procedimento podem causar uma sensação de pressão ou desconforto leve, mas não costuma ser doloroso.


Tratamentos e acompanhamentos para alcançar uma vida mais saudável.

Nossa equipe está preparada para te atender. Agende a sua avaliação e venha nos conhecer.

(11) 3684-1048


Agendar consulta


Tratamentos e acompanhamentos para alcançar uma vida mais saudável.

Nossa equipe está preparada para te atender. Agende a sua avaliação e venha nos conhecer.

(11) 3684-1048


Agendar consulta

cirurgia-5
Cirurgia Geral
tireoide
Endocrinologia
gastro
Gastroenterologia
icons8-seios-64 (1)
Mastologia
nutricao
Nutrição
nutrica98o
Nutrologia
icons8-gravidez-64 (1)
Obstetrícia
psicologia
Psicologia